Dona do Burger King compra rede de frango frito por US$ 1,8 bilhão


A Restaurant Brands, proprietária da cadeia de fast food Burger King, vai acrescentar frango frito à moda da Louisiana à sua linha de restaurantes, com a aquisição da Popeyes Lousiana Kitchen por US$ 1,8 bilhão, anunciada na terça-feira (21).

Controlada pelo grupo 3G Capital e pela Berkshire Hathaway, de Warren Buffett, a Restaurant Brands anunciou que pagará US$ 79 por ação da Popeyes. O preço representa ágio de quase 29% sobre o fechamento das ações da Popeyes em 10 de fevereiro, quando as especulações sobre uma possível venda começaram a circular.

“Com essa transação, a RBI está adicionando uma marca com posição distinta e enquadrada em um segmento atraente, com fortes perspectivas de crescimento nos Estados Unidos e no exterior”, disse Daniel Schwartz, presidente-executivo da Restaurant Brands.

O grupo planeja desenvolver a Popeyes Lousiana Kitchen, uma cadeia de restaurantes fundada há 45 anos, “em ritmo mais rápido”, nos Estados Unidos e no exterior, nos próximos anos.

O 3G, originário do Brasil, e Buffett, que no passado se uniram para adquirir o Burger King e promover a fusão entre a Kraft e a Heinz, podem ter percebido uma oportunidade de ingresso em mercados emergentes, onde o frango frito continua a ganhar popularidade.

Há mais de 5.000 restaurantes do KFC na China, um país onde essa rede de casas de frango frito está presente há três décadas, de acordo com informações da Yum China Holdings. Isso se compara a um total de 2.688 restaurantes da Popeyes no fim de dezembro —a maioria nos Estados Unidos.

O “Financial Times” e outras organizações de mídia reportaram na segunda-feira que a Restaurant Brands, criada em 2014 quando o Burger King adquiriu a cadeia canadense de cafés Tim Hortons, estava em estágio avançado de negociações para a aquisição da Popeyes.

A transação surge apenas alguns dias depois que a Kraft Heinz, ainda controlada pelo 3G e Buffett, retirou sua oferta pela tomada de controle da Unilever em uma fusão de US$ 143 bilhões, pouco depois de ter revelado publicamente seu interesse em adquirir a empresa.

As transações no setor de restaurante começaram o ano com força. A aquisição da Popeyes eleva o valor total das fusões e aquisições no setor este ano a US$ 4,71 bilhões até o momento, de acordo com dados da Dealogic. Em 2016, o montante total das transações de fusão e aquisição no setor foi de US$ 29,7 bilhões —o terceiro maior total anual já registrado—, puxado pela cisão da Yum China, uma transação de US$ 9,5 bilhões promovida pela Yum Brands, controladora do KFC.

O Popeyes Lousiana Kitchen surgiu em 1972 com o nome de Chicken on the Run, para servir frango frito à maneira tradicional do sul dos Estados Unidos, com crosta crocante e carne suculenta, nos subúrbios da Louisiana.

Depois de uma recepção nada entusiástica, a marca foi mudada para Popeyes, em referência não ao marinheiro comedor de espinafre dos desenhos animados, mas a um personagem do filme “Operação França”, de acordo com o site da empresa. Os restaurantes também começaram a vender o frango frito com tempero picante, ao estilo de Nova Orleans, que continua a ser seu carro chefe até hoje.

As ações da Popeyes saltaram em 19,2% até a metade do pregão na quarta-feira, para US$ 78,80.

(Por Folha de S.Paulo – Tradução de PAULO MIGLIACCI)

Don Global Brand, Don Global Brasil, Don Global Japan, Fixtic, Thermosensi, Maisu, Dollahyde, Sarah Desiree Lee, BrindesApp, Icaro Display, Handcap Projetos, Corifeu, Nice, Sensitiva Brasil

#BurgerKing #RestaurantBrands #PopeyesLousianaKitchen

Featured Posts
Recent Posts